Por que Designers preferem a Apple, ou ao menos o Mac?

Por que Designers preferem a Apple, ou ao menos o Mac?

Não é apenas do Designer Gráfico que prefere a Apple que falaremos aqui. Incluiremos todo profissional que trabalha com a criatividade no aspecto gráfico, como Artistas 2D e 3D, Movie makers e até mesmo Arquitetos, somente para citar alguns.

Existe praticamente um consenso de que esse tipo de profissional prefere os computadores da Apple para trabalhar, apesar de existirem também muitos profissionais dessa área que são entusiastas dos PCs.

Vamos então tentar entender o porque dessa preferência, ou melhor, primeiramente, se essa preferência realmente existe.

Microsoft Vs Apple

No ano de 1984, a Apple de Steve Jobs lança o Macintosh, o primeiro computador pessoal do mundo com interface gráfica que era realmente acessível. Não havia ainda o Mac OS, o sistema operacional que hoje em dia roda em qualquer computador da Apple. Era chamado de System Software 1.0.

No ano seguinte, surge o sistema operacional Microsoft Windows 1.0. Diferente da Apple, a Microsoft não criou um computador pessoal para rodar seu sistema. Ao invés disso fez com que ele pudesse ser rodado em qualquer outro Computador Pessoal, ou PC (Personal Computer).

Surgia aí a rivalidade entre Apple e a Microsoft, sendo que esta última trabalhara diretamente com a Apple, criando aplicações para o próprio Macintosh.

Quando e porque nasceu a preferência pela Apple

Desde esse início, os computadores da Apple eram considerados melhores do que os PCs rodando Windows. O Macintosh entregava um layout mais bonito e intuitivo, além de um desempenho de sistema superior.

Havia também uma outra característica do sistema do Macintosh que conquistava os usuários desde a década de 80 e que não estava presente nas primeiras versões do Windows. Eram apenas detalhes, mas que ajudaram e muito a criar essa preferência entre os artistas gráficos.

Eram os detalhes gráficos e sonoros, como os bonitos ícones e os pequenos sons que tocavam ao abrir ou fechar uma pasta, por exemplo. Esse diferencial certamente colaborou para o início da preferência dos artistas gráficos pelo Macintosh.

Conquistando e mantendo os fãs da Apple

Nos anos e versões seguintes dos computadores Apple e nas novas versões do Microsoft Windows que se seguiram, a Microsoft vai pouco a pouco tentando alcançar o desempenho e as outras características que faziam dos Macintosh computadores melhores do que os PCs que rodavam Windows.

Por outro lado, enquanto o Windows se esforçava por agradar a todos, a estratégia da Apple com o Macintosh não era torna-lo acessível a todo mundo, mas entregar hardware e software de qualidade. Seu esmero na interface gráfica chamou a atenção de empresas como a Adobe, que viu no Macintosh um enorme potencial para o design e a publicidade.

E foi assim que a Adobe, a atual gigante dos softwares gráficos em todo o mundo, começou a desenvolver o Adobe Illustrator e mais tarde o Adobe Photoshop, exclusivamente para os Macintosh. Isso quer dizer que nessa época, qualquer artista gráfico que pensasse em utilizar um computador para trabalhar sonhava em comprar um Macintosh.

É bem provável que a maior fonte dessa preferência, que se mantém há décadas, tenha nascido aí, com o nascimento dos softwares gráficos da Adobe de forma exclusiva, por muitos anos, para o Macintosh.

A preferência atual pela Apple

Dissemos no início desse artigo que existem muitos artistas gráficos nos dias atuais que são entusiastas dos PCs rodando Windows, apesar de toda a preferência da maioria e a aura de superioridade que existe ainda hoje em dia, em torno dos computadores da Apple, seja ele um Mac Book ou um iMac.

O sistema operacional da Microsoft vem claramente corrigindo as falhas do passado que permitiram nascer e crescer essa preferência, a cada versão nova do Windows. O atual Windows 10 possui uma experiência gráfica e desempenho comparáveis às versões recentes do Mac OsX. Pelo valor de um iMac é possível montar um PC com desempenho comparável e até superior.

Porém, esse é o tipo de discussão sem fim ou vencedores. E o que parece muito lógico e claro, é que a preferência da grande maioria dos designers pela Apple tem sólidas raízes desde a origem do Macintosh. E mesmo que venha tão somente desse passado de superioridade incontestável, justifica a preferência desses artistas.

Mas vamos lembrar que, independente de usar um PC ou um iMac, o software A ou B, o que mais se destaca nos trabalhos de todo artista gráfico é, sem dúvida, a sua criatividade.

2018-08-25T17:40:16-03:00 0 Comments

Deixe um comentário