Criando conteúdo na nuvem com a Adobe

Criando conteúdo na nuvem com a Adobe

A Adobe é líder de softwares de criação há uns bons anos, oferecendo produtos como o Photoshop e o Illustrator para designers, fotógrafos, ilustradores e outros criativos.

Ela comprou um de seus maiores concorrentes, a Macromedia, tomando posse dos softwares Fireworks, Dreamweaver e Flash, passando a ter apenas a Corel como uma concorrente modesta nesse mercado.

Mas talvez o maior feito tenha sido sobreviver à pirataria, protegendo seus produtos e ao mesmo tempo inovando na forma como se utiliza e se integram suas ferramentas de criação.

Isso hoje é possível com a Adobe Creative Cloud. Vamos saber um pouco mais sobre isso?

O software da Adobe, antigamente

Antigamente, se você quisesse utilizar um software, por exemplo o Photoshop, você iria à uma loja física e compraria a caixa do software com CDs e manual.

Aquele software era seu para o resto da sua vida, bastando apenas instalá-lo e usá-lo. Se quisesse atualizar para uma versão mais nova, bastava comprar um upgrade de versão.

Um pouco mais tarde, as caixinhas com CDs viraram caixinhas com DVDs e ainda mais tarde foram caindo em desuso, quando os aplicativos da Adobe e de qualquer outra empresa passaram a ser comprados e baixados de forma online. Ainda aqui a lógica era a mesma, só não haviam mais as mídias físicas.

Mas as velocidades cada vez maiores de banda de internet foram um dos fatores que possibilitaram uma mudança na forma como se comprava e utilizava os softwares.

Hoje, os produtos viraram serviços

Atualmente não há mais caixinhas, CDs ou DVDs para os softwares da Adobe, ou como se chamam hoje, aplicativos. E não existe mais nem mesmo a compra desses aplicativos de forma online.

Todas essas formas de ter acesso aos aplicativos Adobe se caracterizavam como a compra de um produto, mas hoje isso não existe mais.

Hoje em dia ela cobra uma mensalidade para que você utilize seus aplicativos.

Se você para de pagar, mesmo depois de anos, você perde acesso às ferramentas, que possuem checagem online, para saber se aquele usuário está pagando pelo serviço. Não há mais uma forma de utilizar os aplicativos estando desconectado da rede, ou melhor, da nuvem.

Adobe Creative Cloud

O que descrevemos acima é o Adobe Creative Cloud, serviço da Adobe que fornece, mediante uma mensalidade, um pacote de ferramentas de criação que vai desde as mais conhecidas como o Illustrator e o Photoshop, até inovações recentes, como o Adobe Sensei, a inteligência artificial da Adobe.

O Creative Cloud tem tudo o que um profissional de criação de qualquer área precisa, para não somente criar, mas também armazenar em nuvem e trocar arquivos com membros de equipes.

Suas criações ficam todas armazenadas em nuvem, disponíveis a qualquer hora e de qualquer lugar.

Veja alguns dos aplicativos do Creative Cloud 2018:

  • Photoshop CC
  • Lightroom CC
  • Illustrator CC
  • Dreamweaver CC
  • Adobe Xd CC
  • Premiere Pro CC
  • After Effects CC

Entre outras inúmeras ferramentas, ele tem ainda algumas como o Typekit, que dá acesso a fontes de todo o mundo e o Adobe Stock, que é um repositório de fotografias, ilustrações, vídeos e outros recursos profissionais para serem usadas nos projetos.

Adobe Document Cloud

O Document Cloud é outro tipo de pacote de ferramentas como o Creative Cloud e também pode trabalhar integrado com o Office 365. O Adobe DC integra ferramentas e aplicativos para escritório, marketing, PDF e assinaturas eletrônicas, como:

  • Acrobat DC
  • Reader DC
  • Adobe Sign
  • Microsoft Word
  • Microsoft Excel
  • Microsoft Powerpoint
  • Outlook

Com a Creative Cloud e a Document Cloud, além do Office 365, a Adobe disponibiliza ferramentas e aplicativos profissionais para diversas áreas de atuação, todas funcionando em nuvem.

Aplicativos online?

Vamos deixar claro como os serviços em nuvem funcionam. Falamos que hoje não existem mais CDs, DVDs ou compra de softwares pela internet, e que hoje em dia os aplicativos são disponibilizados em nuvem, certo?

Isso pode deixar a impressão de que agora você só pode abrir o Photoshop, por exemplo, como uma experiência de browser. Ou então que você instala um aplicativo, mas só pode utilizá-lo se estiver conectado à internet.

Mas não é assim que a Creative Cloud ou o Document Cloud funcionam.

Você ainda terá os aplicativos funcionando em seu computador e poderá utilizá-los enquanto está offline. Mas precisará deixar a Adobe realizar uma checagem online semanal de sua assinatura.

Vantagens e desvantagens

Uma das desvantagens desse modelo atual é que, no passado, comprando um software você poderia utilizá-lo por anos sem ter que pagar mais nada.

No entanto, com o modelo atual, apesar de você só ter direito de utilizar os aplicativos quando paga a mensalidade, você não tem um altíssimo valor de compra e ainda recebe todas as atualizações disponíveis.

E você, como acha que era melhor, o modelo anterior ou o modelo dos serviços Adobe Cloud?

2018-08-30T04:30:25+00:00 0 Comments

Deixe um comentário